EU ENSINO

Conectando experiências, desenvolvendo líderes.

  • Facebook Basic Black
  • Black Instagram Icon

RECEBER ALUNOS NA PORTA DA SALA FAZ DIFERENÇA?

4

Comportamentos externalizantes – como comportamentos agressivos, não cooperativos e disruptivos –, além de prejudicarem o ambiente de aprendizado diminuem o foco dos alunos e trazem grande preocupação aos educadores.

Historicamente professores tendem a usar técnicas reativas na gestão comportamental, principalmente quando lidam com comportamentos externalizantes. Isso inclui métodos de disciplina através da exclusão, como retirada do aluno da sala de aula, suspensão ou a ameaça de ir à diretoria. Mas, essas técnicas coercitivas além de não alterarem o comportamento dos alunos, podem prejudicar o vínculo aluno-professor e, também, afetam o gerenciamento do tempo, fazendo com que esse seja mal aproveitado pois são gastos com essas situações ao invés de dedicar às instruções de atividades.
 

Uma alternativa é a técnica proativa de gestão comportamental! Ela é uma estratégia preventiva feita justamente para diminuir os comportamentos externalizantes e assim melhorar o envolvimento acadêmico dos alunos. Para alcançar esse objetivo busca unir as instruções acadêmicas com a gestão da sala, tentando ver a sala como um todo, ao invés de focar em um aluno específico.
 

O ato de receber os alunos na porta da sala é um exemplo de uma técnica proativa de gestão comportamental multifacetária, que ajuda no processo de transição de outro local ou momento, como o recreio ou educação física, para a sala de aula. Ao receber cada aluno na porta e fazer um contato verbal (ex. demonstrar interesse no aluno) ou não verbal (ex. colocar a mão no ombro em aprovação) acontece uma conexão entre o educando-educador, levando a um clima positivo na sala e uma sensação de pertencimento do aluno, sendo que a sensação de pertencimento social resulta em uma motivação de realização, podendo levar ao comportamento desejado. É importante também estabelecer um contrato sobre o que é esperado dos educandos nesse período de transição para que as atividades acadêmicas, já pré-planejadas, possam começar o mais rápido possível. Além disso se deve pré-corrigir e encorajar os alunos que tiveram questões comportamentais no dia anterior e reforçar positivamente (ex. elogiar) o comportamento desejado realizado pelos alunos.

A implementação dessas técnicas tiveram como resultado uma melhora de 20% no nível e tempo de engajamento dos alunos, podendo produzir melhoras significativas no desempenho acadêmico. Conquistas também foram feitas na diminuição de comportamentos externalizantes, reduzidas em 8%.

Um questionário feito com professores ao redor do mundo apontou que esses profissionais desejam mais preparo em gestão comportamental e suporte contínuo em práticas de gerenciamento de sala de aula. A técnica de receber os alunos na porta de sala de aula é um jeito fácil, rápido e efetivo que, além de melhorar os comportamentos externalizantes e o vínculo aluno-professor, diminui o estresse e a insatisfação relacionado ao trabalho entre os professores.

 

Assim, essa técnica pode ser o amparo que os professores necessitam!